sábado, fevereiro 16, 2008

À ESPERA NA CULTURA

Isabel Pires de Lima teve uma má prestação à frente dos destinos da Cultura, em particular no que se refere à política para o Património, por isso não terá deixado grandes saudades nos que desempenham as suas tarefas neste importante sector do Ministério da Cultura.

Sai ministra, entra ministro, e à parte de umas declarações bastante infelizes logo após a tomada de posse, o silêncio abateu-se sobre o Palácio da Ajuda de onde não sai sequer uma palavra. Nada tenho contra os ministros que falam pouco, mas após uma referência a mais trabalho e a fazer-se mais com menos dinheiro, ficámos todos com a impressão de que o novo ministro iria explicar, pelo menos em traços gerais, a sua política para os diversos sectores.

Porque na área do Património, sei-o eu, há problemas que atravessaram já diversos governos sem qualquer solução, penso que o senhor ministro já tem pouco tempo para anunciar um programa de acção, com soluções para as questões mais prementes e sobejamente conhecidas.
*
Depois de um ano em que a reestruturação do ministério atrasou o investimento na manutenção dos edifícios e no restauro de alguns outros, bem como de algumas peças de arte, talvez já fosse altura de se saber com o que é que se pode contar para o ano de 2008, e isso ainda é uma incógnita.
*
É sabido que há falta de recursos humanos nos museus, palácios e monumentos, mas também não se conhecem os planos da tutela nesse campo. Ainda na área dos recursos humanos sabe-se que os vigilantes batalham há anos por horários consagrados na lei, bem como pelas correcções ocasionadas pela má aplicação do decreto que instituiu essa carreira, e esses projectos já andam pelos gabinetes ministeriais há diversos anos, sem solução à vista.
*
Está-me a parecer que o Ministério da Cultura está à espera da Páscoa, e pela previsível greve dos funcionários da vigilância, para vir dizer pela enésima vez, que está atento aos problemas e com vontade de os resolver, e que os funcionários fazem a greve por tradição e não por convicção, hábito de todas as tutelas que antecederam a actual equipa.
*
A tradição do ministério, por este andar, mantém-se inalterada, como se a Cultura tivesse parado no tempo e o panorama fosse verdadeiramente cor-de-rosa.
*** * ***
TAMBÉM SOBRE O TEMA
Procura-se…
Desapareceu do Ministério
desde que articulou a infeliz frase
“mais e melhor, com menos meios”
Ajudem-nos a encontrá-lo…

Imagem e texto retirados de Momentos & Documentos
*** * ***

BRINCAR COM FOTOGRAFIAS

schwarze-katze

schwarze-katze

schwarze-katze

*** * ***

CARICATURAS DE MESTRE

Keith Richards por Baptistão

Iggy Pop por Baptistão

16 comentários:

Ludo Rex disse...

fizeste bem em retirar a imagem... Lutamos pelo mesmo... Por melhor Cultura e tudo o que isso acarreta. Não sei como é que ele vai fazer mais com menos meios. Sabemos que é impossível. E digo mais fosse a Pires de Lima ou este agora, tudo na mesma tudo igual... Cada vez pior...

Um Abraço. Sempre em Luta!

São disse...

Acho que há aqui um erro de "casting" : o senhor estava mais indicado para Ministro da Justiça...
Bom final de semana.

quintarantino disse...

Meu caro amigo, desculpe-me o atrevimento: mas temos ministro novo na Cultura? A sério?

Anónimo disse...

Querido Zé
Esse ministério virtual muda de personagens mas continua sem existência real. Sem dinheiro não se compram os melões, e esse senhor que se intitula ministro ainda nem percebeu em que arapuca se meteu, a acreditar nas suas próprias palavras.
Bjos da Rita

Mocho-Real disse...

O senhor estará por certo em retiro, lendo e estudando os dossiers vazios da sua antecessora, e meditando porventura em como fazer uma omeleta sem ovos nem dinheiro para os comprar.
Aguardemos um pouco a ver o que dali sai...se é que algo sairá!

Um abraço.
Jorge G.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Zé, Amigo como sempre a tua postagem é de ***** estrelas.
Qualquer dia passo para 6 ... Bom fim de semana.
Beijinhos de carinho e amizade.
Fernandinha

Meg disse...

Amigo Zé,
Eu realmente agora também estranho o silêncio que se faz sentir dos lados do MC.
Mas como temos tido tantos assuntos para nos entretermos, não fora tu lembrares,e ´quase não daria conta.
Mas acho que deve estar a preparar-se para uma entrada "em grande"
Pelo conhecimento que tenho da pessoa, noutras vidas claro, acho que não aceitou para perder. E espero não me enganar.

Um abraço,

Capitão-Mor disse...

Aqui convém referir que a Enatur foi primordial na preservação de muito património arquitectónico ao recuperar diversos edifícios para uso hoteleiro. Senão as coisas ainda estariam piores...

Anónimo disse...

Uma viagem aqui ao nosso vizinho Ibérico, dá-nos uma ideia de como se cuida do Património. Será que o novo ministro conhece e quer imitar o que há de bom mesmo aqui ao lado?
Sausações do
Palaciano

elvira carvalho disse...

Pois como o Ministro disse no primeiro dia que não podia falar sem conhecimento, precisava estudar os dossiês, decerto estará a fazê-lo. Resta saber como é o ritmo dele a estudar...
Bom Domingo
Um abraço

MARIA disse...

Olá amigo Zé Povinho :

Sabe, após um "grande estrago", nada mais avisado que um grande silêncio...
Ponderação e estudo ...
Virá o tempo de errar por acção. A omissão agora compreende-se para esquecer os recentes episódios da novela ministerial da sucessora e para suspense ...

Um beijinho amigo e bom fim de semana.

Maria

MARIA disse...

Como é óbvio quis dizer "antecessora" aonde atrás digo "sucessora"

:)

Anónimo disse...

Depois da Isabelinha veio o tal senhor aquecer o cadeirão da Cultura, mas pelas referências e pelo andar da carruagem, a sua missão, cheira-me a mim, é preparar a entrega dos museus às autarquias e a empresas, públicas ou privadas do nosso património. Como já o disseste anteriormente, já há muito que se desenha a privatização dos equipamentos culturais, nesta lógica de obter lucro mesmo em funções sociais do estado. A Cultura não escapa a essa voracidade, como se vê já também pela saúde e pela educação.
Um povo sem referências é sempre mais fácil de dominar...
Bjos
Sílvia

adrianeites disse...

isso é que são pernas longas..

A paginadora disse...


Este silêncio do MC também está a tornar-se ensurdecedor. Eu não conheço o ministro, ainda não o vi, também não espero nada de novo em relação a alteração de políticas. Foi mais uma remodelação de charme para o povinho ver. Infelizmente.
Como sempre as fotos e as imagens são ***** estrelas.
Um abraço

papagueno disse...

Olha, já nem me lembrava que havia um Ministério da Cultura.
Deixei um pequeno desafio lá no Bairro.
Um abraço.