quarta-feira, janeiro 30, 2008

REMODELAÇÃO NA CULTURA?

Conheceu-se esta tarde a substituição de Isabel Pires de Lima por António Pinto Ribeiro que causou alguma confusão devido ao nome do agora indigitado, com um outro de um agente cultural que foi director artístico da Culturgest.
O futuro ministro da Cultura é um quase desconhecido no meio cultural, licenciado em direito, e actualmente era administrador da PT Multimédia e da Fundação de Arte Moderna e Contemporânea – Colecção Berardo.
Ao contrário de Vasco da Graça Moura, acho que a ministra que agora cessa funções, não teve uma actuação minimamente aceitável, nem conseguiu ter influência ou peso político para defender condignamente a sua pasta. A Cultura atingiu durante o seu mandato o ponto mais baixo, e negativo, pelo menos no que respeita à política de defesa do Património. A sua saída era aliás esperada e anunciada por muitos, mas a ocasião talvez não tenha sido a mais conveniente, porque as verbas atribuídas a este ministério já estão definidas, e são extremamente curtas, e os projectos anunciados engolem a quase totalidade do orçamento disponível.
Não conheço o novo ministro para ter algum tipo de expectativas, mas apesar de esperar que tenha uma melhor actuação do que a anterior titular, antevejo uma grande dificuldade em alterar o (mau) estado das coisas, pois o que é preciso remodelar é mesmo a política cultural seguida por este governo, e isso não me parece ser viável com José Sócrates como 1º ministro.

*** * ***
FOTOS - COPOS
MAYOR

MAYOR

*** * ***

CARTOON

16 comentários:

Mocho-Real disse...

Gostei do apelo á boa vontade do condenado à electrocução!

Quanto ao novo titular da pasta, direi que dekle conheço que é homem dculto sem experiência em temas de cultura. Especialista enm direito contabilístico, bom falante e simpático, sempre andou ligado a bancos e magnatas.
É homem capaz de se fazer ouvir no Conselho de minostros, o que não significará, à partida, que seja capaz de impor a sua vontade.
Ser chamado por Sócrates, e para esta pasta, é estranho e ainda um pouco incompreensvel para mim.
Aguardemos uns meses.

Um abraço.

Mocho-Real disse...

CORRECÇÃO: "àboa vontade..."

Maldito teclado que já está a ficar cansado! Já viste a quantidade de gralhas? É o que faz escrever sem olhar para a frente do nariz!

NINHO DE CUCO disse...

Zé Povinho
Parece que a escolha cultural não foi inocente.O Joe Berardo que o diga.

Venho solicitar a tua solidariedade para a situação das pessoas infectadas com HIV. Por favor vê o blogue Moendo Café http://moendocafe.blogspot.com (que é meu) e o Sidadania e se estiveres afim contacta-me para lnsoares@aeiou.pt
Abraço

José Miguel Gomes disse...

Remodelação precisamos todos... Espero que as mudanças sejam, sempre, para melhor.

Os cartoons que escolhes... Bem, são divinais :)

Fica bem,
Miguel

Meg disse...

Zé,

Pois eu acho qoe o Pinto Ribeiro vai dar conta do recado.
É voluntarioso, capaz de "virar a mesa" quando achar que é preciso,
Pelo que conheço dele, pessoal, não será nunca um YES MAN.
E se ele aceitou este cargo, é porque se sente capaz. Não aceitaria para "se queimar".

Sabemos que não se inventa o dinheiro, que aqui é muito importante, mas sendo um homem com carisma, espero que ele seja um bom MC.

Como vês já estou quase a retomar o meu ritmo...talvez amahã, espero.

Um abraço

Ludo Rex disse...

Vai tudo continuar na mesma, com a agravante de que este senhor não é da área da cultura...

Ludo Rex disse...

Estamos entregues aos bichos...

Sophiamar disse...

A cultura muda de timoneiro? Não me parece que possa haver alterações de fundo! Quem manda na frota é outra pessoa.Ontem lembrei-me de ti, Zé!

Beijinhos

Maria disse...

VAi-se manter tudo na mesma.
Mudam as caras mas a politica mantêm-se inalterável pq o PM é que manda.
Festejar só qd o Sócretino se for embora!!

Bjs

elvira carvalho disse...

Da cultura não sei, mas na saúde foi dito que é para continuar a política anteriormente traçada. E assim sendo, não vejo a necessidade de mudar a mosca, se a m**** vai ser a mesma.
Um abraço

Sílvia disse...

Zé, parece que não estás particularmente entusiasmado com a mudança, apesar de engalinhares com a Isabelinha. Tem esperança, porque pior é quase impossível.
Bjos

Tiago R. Cardoso disse...

Não interessam as caras, as politicas vão manter-se iguais...

Evidente que esta nomeação é perfeitamente inocente...

Pois, eu acredito...

quintarantino disse...

Um novo rumo só poderia acontecer com um novo programa de governação ou um novo Governo!
De qualquer forma, dá-se o benefício da dúvida.

Capitão-Mor disse...

Graça Moura, volta que estás perdoado!!!!!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Neste país do não tudo pode acontecer.
Até alguém que não esteja ligado à cultura tornar-se cultural?
Quem sabe. Aguardemos para ver.
Um abraço

Pata Negra disse...

A verdadeira cultura é a da banca!
Antigamente a verdadeira cultura era a da igreja, os melhores edifícios das cidades eram as igrejas, agora são os bancos!
Um abraço dum teso inculto