sábado, janeiro 26, 2008

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO

Aquilo que muitos julgavam poder vir a ser uma medida importante e diferenciadora, que iria beneficiar os bons profissionais da Função Pública, que era a avaliação do desempenho com as novas regras introduzidas pelo SIADAP, está a tornar-se numa enorme confusão que em nada beneficia os serviços, nem os funcionários.
Hoje pude constatar junto de diversos funcionários públicos, que há problemas para todos os gostos. Queixavam-se alguns que devido à reestruturação que aconteceu ainda em 2007, alguns dirigentes não tinham estabelecido os objectivos pessoais dos funcionários, e que devido aos atrasos nas mesmas reestruturações tinham passado 8, 10 ou mesmo 11 meses nos antigos serviços, e agora ninguém sabia como se podia contornar a situação. Noutro serviço foram instados a proceder informaticamente à autoavaliação, mas pura e simplesmente não viram aceites as respectivas palavras-chave. Para cúmulo, ao tentarem demonstrar a situação na mesa do jantar, há poucas horas, fomos todos surpreendidos com um problema detectado pelo Internet Explorer, que reportava um problema com o certificado de segurança do Web site onde deveriam aceder http://www.siadap.gov.pt .
Isto parece ser tudo demasiado ridículo para ser verdade, mas foi exactamente o que ouvi e pude constatar pelos testemunhos destes meus amigos. Acrescento um outro relato de um serviço, onde ainda mesmo antes do preenchimento da ficha de autoavalição pelos funcionários, já se sabe à partida, que caso seja disponibilizada uma nota de excelência, a mesma está já destinada à segunda pessoa mais importante na hierarquia do serviço, como aliás já aconteceu no ano anterior.
Diferenciação e moralização? Com esta trapalhada não acredito mesmo nada, mas aguardemos pelos próximos episódios.


*** * ***

PINTURAS E ESTILOS

Coventina by *Elfin-Grrl

Caronte - Hade's Boatman by Ricardo1962

Busy vase Lonely by erichjuang

*** * ***

CARTOON

Campanha com infiltrados?

18 comentários:

MAria disse...

Julgava que a Auto availiação era só para os profs...afinal eles atacam em tds as frentes.

ps- tive uma semana de loucos...agora vou descansar.

Bjs de bom fds

quintarantino disse...

E impor um sistema de quotas, também não lembrava ao diabo... por acaso, lembrou!

adrianeites disse...

é impressionante a creatividade dp goraz.. em qualidade e quantidade...

bom fim de semana!

ANTONIO DELGADO disse...

Além dos pontos que refer, A minha experiencia dita-me sobre aquilo que tenho verificado em avaliações, concursos ou projectos,que esta realidade será mais uma forma para subverter o sistema a fim de promover méritos e pessoas duvidosos e se a politica está pelo meio então não tenho a menor dúvida. Se o país estivesse verdadeiramente assente no mérito das pessoas nada deste policiamento passaria, porque não seria preciso, mas como não está entendo o facto como uma forma oculta de se promover quem se quiser e mais não digo...

Um abraço e bom fim de semana.

Mocho-Real disse...

Só vou acrescentar um pequeno pormenor.
Entre os professores, quer-se fazer arrancarà força e ainda para o prente ano a forma de avaliação que entre os vários componentes avaliadores/classificadores tem também uma fichazona de auto-avaliação e de objectivos que deve ser preenchi«da pelos professores.
Pois bem, da tal ficha-modelo ainda ninguém sabe e os dois factores mais punitivos para a classificação do docente são a taxa de absentismo do aluno(!) e os resultados escolares obtidos pelos alunos na cadeira que o professor lecciona(!).

E por aqui me fico!

Um abraço.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Zé Povinho
Nunca fui funcionária pública mas conheço o filme e com o complemento que fez o Mocho-Real fácil é concluir-se dos resultados desta medida.
Cada vez estou mais desiludida com tudo isto.
Um abraço

MARIA disse...

Olá Zé,

Eu propunha ao Governo que criasse um programa informático anónimo permitindo aos cidadãos classificar o respectivo desempenho . Como a nota esperada é previsível, pode ser que não seja muito complicado elaborá-lo ...

Um beijinho amigo da

Maria

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá Zé, Bom fim de semana.
Muitos beijinhos de carinho.
Fernandinha

Pata Negra disse...

Não percebo esta paranóia de tudo avaliar, quantificar, comparar, ordenar, encarreirar. Somos bons porra! Vamos é trabalhar!
Um abraço não avaliado

Ludo Rex disse...

Veremos como sairá... Boas pinturas.
Um Abraço e Bom fim de semana

AnarKa disse...

As quotas então, são a cereja no topo do bolo. Como sería a valiação do governo utilizando o mesmo sistema?
Palhaçada...
Lol

São disse...

Bem, vamos de mal a pior!!
Bom domingo!

Paulo Sempre disse...

Sempre que calcorreio este «espaço», só uma coisa, depois, me lembro: desassossego!
É, também por isso, que volto sempre.
Abraço
Continuação de bom fim de semana.
Paulo

Boris disse...

Zé Povinho, Zé Povinho,
homem frontal e seguro,
tu sabes o que é pão duro
neste país tão mesquinho.

Estas avaliações burguesas
dão-nos muito que pensar
porque tornam os avaliados
escravos de quem dominar.

Zé Povinho, Zé Povinho
não nos podemos calar
excelência é p´ra quem tem
padrinhos e fodas p´ra dar.

Porque quem só tem valor
só com dificuldade alcança
as avaliações excelentes
que vêm p´ra plebe mansa.

Zé Povinho, Zé Povinho
põe o luto nacional
porque tamos a ser roubados
e todo o ano é carnaval.

Papoila disse...

Estas avaliações com "cotas"...
Gostei destas imaens e o cartoon está muito giro.
Beijos

walter disse...

Estas avaliações com cotas é para deixar sempre os mesmos de fora.

C Valente disse...

auto-avaliação é igual, faz lembrar na tropa, quem se oferece como voluntário= lixado
Saudações amigas

C Valente disse...

auto-avaliação é igual, faz lembrar na tropa, quem se oferece como voluntário= lixado
Saudações amigas