sexta-feira, dezembro 28, 2007

A VÉNUS NO PRADO

Uma pintura de Velázquez no Prado não seria certamente notícia, a menos que se trate da Vénus ao Espelho, uma pintura que pertence à National Gallery.
Diego Rodriguez de Silva e Velázquez, nascido em Sevilha em 1599 foi um grande pintor espanhol e principal artista da corte de Filipe IV de Espanha, e era filho de um advogado português.
Aclamado como retratista deixou uma vasta obra, e entre as suas obras encontra-se a pintura a óleo em que uma mulher de costas, deitada, admira a própria cara num espelho que se encontra nas mãos de um Cupido. Desconhece-se quem é a que serviu de modelo, embora se saiba que foi pintada em Itália. Especula-se que poderá ser Lavínia Triunfi ou então a própria amante do pintor.
Esta Vénus é o primeiro nu conhecido da pintura espanhola e o único conhecido da autoria de Velázquez.
Como curiosidade, refira-se que em 1914, uma sufragista vandalizou esta pintura, desfechando sete punhaladas na tela, pretendendo condenar a exploração da mulher. Neste momento, protegida por um vidro, esta obra é a sensação da exposição patente no Museu do Prado.



*** * ***

CARTOON

John Cole

Barrigue

6 comentários:

Sombra do Sol disse...

Bom dia, passando para atualizar a leitura depois das festas, espero que tenha corrido tudo na paz de Deus o seu Natal. Hoje venho fazer um convite para ler uma pequena homenagem que fiz a você na nossa árvore de amigos, é singela, mas foi de coração. Eu Acredito no real sentido da palavra AMIGO, pois ter amigos é ser Feliz. Vivo cercado por pessoas como você, pois viver assim é ser Feliz! Faço parte da vida daqueles que acreditam que ontem é passado, amanhã é futuro e hoje é uma dádiva, por isso chamado presente e acreditam na força do Amor, acreditam que para uma história bonita não há ponto final. Muito obrigado por sua amizade, tenha um 2008 repleto de realizações e com muita saúde e paz. Abraços do amigo.

Sílvia disse...

Um pouco magra em comparação com outros nus da época, mas uma pintura cheia da sensibilidade que caracteriza a pintura de Velasques.
Zé, isto sim é o que eu me recordo dos teus interesses mais profundos. Não consegues deixar a Cultura de lado, por muito que barafustes.
Bjos

Odele Souza disse...

Olá Zé Povinho,
Estou aqui para lhe desejar um bom final de ano e um excelente 2008.
Quero também lhe agradecer por suas visitas e comentários no blog de Flavia, e espero contar com você por lá, também em 2008. Obrigada também pelo link do blog de Flavia que vejo aqui no seus favoritos. Também estarei linkando seu blog ao blog dela.

Sobre seu post. Que bonitas estas telas de Velazquez. Mas que coisa! Já em 1914, portanto há mais de 90 anos o vandalismo já fazia estragos em obras de arte. Fico penalizada quando vejo isto, que infelizmente ocorre em todos os lugares do mundo. Quando menos se espera,um vândalo parecendo surgir do nada, ataca uma obra de arte, nos privando, às vezes para sempre, de sua beleza. É triste.
Um abraço.

MAria disse...

Que pinturas tão bonitas :-)

******************

Wi wishhhhiu a
hapi-niu-yer-2008!!!

:-)

Para o ano há mais Lutas e
Humor amigo Zé!

Bjs

*******************

Tiago R Cardoso disse...

Um bom momento cultural...

SILÊNCIO CULPADO disse...

Gostei de saber sobre a Vénus do Prado. Desconhecia embora goste de Valasquez.
Um abraço