quinta-feira, novembro 22, 2007

RAPIDINHAS

Suínos – Lembrando-me que o senhor Sócrates já foi ministro do Ambiente antes de se ter candidatado às funções que actualmente desempenha, é com curiosidade que espero uma reacção do seu governo à bandalhice que se perpetua na Ribeira dos Milagres. Quase todos os meses chegam-nos os protestos dos habitantes da zona, denunciando descargas poluentes das suiniculturas vizinhas, chama-se a GNR e fica tudo na mesma, como se nada se tivesse passado. O caso já tem anos, os motivos são conhecidos (falta de estação de tratamentos) mas solução é que parece que as autoridades não encontram para esta situação. Vá lá senhor Sócrates, e inspire profundamente ou molhe os pés nas águas da ribeira, ou mande o senhor ministro da Saúde atestar a salubridade (?) do local, ou então que lá vá o ministro da Agricultura para declarar que as instalações obedecem às normas vigentes em toda a União Europeia. Por favor pronunciem-se ou ficamos todos com a impressão de que também deixaram de ler jornais e ouvir a rádio.


Empresários envergonhados – Afinal o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais veio reiterar a afirmação de que há grandes empresas que fazem fraude fiscal, e acrescentou ainda o problema do branqueamento de capitais. Amaral Tomaz foi ainda mais longe ao afirmar que “alguns empresários deviam ter vergonha da sua actuação, e corrigi-la e outros deveriam ter mais cuidado quando se aconselham com determinadas pessoas”. Para mim que estou por fora desses esquemas e pago religiosamente os meus impostos, ficou apenas uma estranheza: porque não foi mais explícito o senhor secretário de Estado e não divulgou a quais os procedimentos legais que adoptou contra os faltosos? É que nós ficámos sem saber se foram punidos ou não, e de que modo.


*** * ***

FOTOGRAFIA E PINTURA - FLORES

A Gift for You by violin-sonata

Flowers 2007 7 by Ray-Pau

*** * ***

CARTOON

Hic

Maz

13 comentários:

Belzebu disse...

Pedir um milagre ao ex-ministro do ambiente, em relação à ribeira dos milagres, não será esperar que o sol brilhe novamente no horizonte e uma senhora de branco, apareça empoleirada numa azinheira?

Acho que os suínos têm uma grande influência nesta governação!

Aquele abraço infernal!

Sílvia disse...

Ó Zé
A proximidade relativa de Fátima e o teu apelo conduzem-nos à esprança do tal milagre da trampa inodora. Os grandes empresários não fogem ao fisco nem estão metidos em negócios de lavandarias, apenas têm contabilidades criativas, isto segundo afamados gabinetes de contabilidade. Vergonha, não! Engenho...
Bjos

adrianeites disse...

há prémio na tascanpara levantar!

quintarantino disse...

Não queira saber se pagaram ou não... às tantas descobre-se que o barulho é só para disfarçar...

Laurentina disse...

Bem, essa gente anda toda a precisar de tratamento psicológico.
Tens prémio para levantar na minha palhota no post"Minha culpa, minha máxima culpa"...

Beijão grande

São disse...

Cheguei aqui através de Silêncio Culpado e venho pedir que colabore para acabar com uma situação dramática.
Poderá passar poelo meu espaço, por favor?
Obrigada desde agora!

Mocho-Real disse...

Sobre a 1ª parte, acho que nem tenho nada que comentar, a não ser que a visita aos porcos funcionaria um pouco como um retorno ao passado, à visão dos amigos e dos ambientes frequentados, etc...Muito doloroso para alguém que agora é um Presidente europeu, não é?!...

Relativamente ao assunto nº2, pois é assim mesmo... diz-se que deviam ter vergonha para o "palonço" ouvir...mas punir os amigos, Zé? Que coisa feia! Acha então que um senhor ministro ia fazer uma coisa dessas? Tsss!...

Um abraço.

Sophiamar disse...

Valham-nos as tuas flores e os teus cartoons. As flores até perfumam uma coisa tão fedorenta.

Beijinhos e continua nessa linha amigo.

Anónimo disse...

Desta vez tenho a impressão que tb vou fazer greve...não é meu costume e há mts anos que nao faço mas isto desta vez, está ultrapassar os limites...


Bjs

Sulista

Vieira Calado disse...

Enquanto fui trabalhador, em Portugal (no ensino), sempre fiz greve.
Mas penso que, com o tipo de greves que se faz em Portugal, não se vai a lado nenhum. Eles até gozam.
Quando estive em Inglaterra assisti a uma greve dos Correios que durou 3 meses! Isto em 1971, creio. Até apareceu um serviço paralelo, para distribuir cartas e encomendas na Grã Bretanha.
A outra, do lixo que durou 3 semanas. Havia montes de sacos de lixo nas ruas de Londres, por todo o lado, da altura dum 1º andar.
Assisti (embora de longe) a uma outra dos estivadores, que durou quase um mês.
Sem lutar verdadeiramente, é o que se vê...
Um forte abraço.

Maria Faia disse...

Estimado Amigo Zé,

Hoje passo, de fugidinha, para lhe deixar um abraço amigo e dizer que há um mimo para si, no Querubim.
Depois, voltarei, com mais tempo...

Maria Faia

O Guardião disse...

Eu também sempre fiz greve quando estava no activo, mas também acho que as greves só têm força quando são duras. Lá chegaremos, pelo andar das coisas.
Cumps

Raposa Velha disse...

Gostaria de chamar a atenção para a resenha no Fliscorno sobre o assunto Ribeira dos Milagres. (link).