terça-feira, novembro 27, 2007

OS PIORES DA EUROPA

Os aumentos salariais previstos para 2008 em Portugal, mesmo com uma apreciação generosa elaborada pela consultora Mercer, situam-se nos 3,5% para uma inflação de 2,3%, também calculada pela mesma empresa. Claro que os dados são calculados com base em fórmulas falíveis, sobretudo no caso português, já que é conhecido o aumento do salário mínimo e dos salários da função pública, que vão condicionar a evolução salarial dos restantes sectores. Com os dados conhecidos até agora, teriam de haver aumentos na casa dos 7% em alguns salários, para serem atingidos os tais 3,5% que constam do estudo da consultora.
Mais importante do que os aumentos previstos é no entanto o ganho real com eles obtido, e aqui a coisa pia mais fininho pois neste ranking estamos no fundo da lista, e Portugal é um dos países considerados, onde o fosso entre os salários mais baixos e os mais altos apresenta uma maior amplitude.
Os portugueses vão inevitavelmente perder poder de compra, pelo menos a grande maioria deles, e o consumo interno vai baixar, afectando o pequeno comércio, alguma indústria e também os serviços.
O ano de 2008 vai ser mais um ano de aperto do cinto, para quem já tem pouco, mas sorrirá com toda a certeza para os grandes grupos económicos e para a banca, porque o endividamento vai continuar, apesar de ser um péssimo sinal para a economia nacional.

*** * ***

*** * ***

FOTOGRAFIA

Inger Anne

Photographer

*** * ***

CARTOON DA DEMOCRACIA


7 comentários:

C Valente disse...

Em salários e aumentos estamos todos de acordo, é uma miséria , só o governo e empresárioos estão contentes
Saudações amigas
nota; Obrigado pelas siuas palavras que são um incentivo

Sílvia disse...

Podes acreditar Zé que há meninos que vão ter aumentos chorudos, mas podes ter a certeza que não me vão tocar a mim, a ti, ou sequer à esmagadora maioria dos portugueses. Quem parte e reparte e não fica com a maior parte, ou é burro ou não tem arte.
Bjos

Tiago R Cardoso disse...

Não faz mal, em 2009 com as eleições e o esbanjamento que isso significa, dar par ganhar, o pessoal vai se esquecer rapidamente de 2008.
Uma tristeza...

quintarantino disse...

Já disse e volto a dizer: em Portugal os salários sempre subiram pelas escadas, enquanto os preços sobem de elevador.

Meg disse...

Isto mais parece uma pescadinha de rabo na boca, amigo Zé. Não há ponta por onde se lhe pegue... é uma espiral infinita.

Muito bons os "bonecos" e em cima da "coisa"!!!

Um abraço

C Valente disse...

boa noite e obrigado pelas felicitações
saudações amigas

Ludovicus Rex disse...

Fazes Greve e fazes muito bem...
Um abraço