segunda-feira, setembro 10, 2007

AS NOSSAS CHINESICES

As autoridades portuguesas decidiram não receber oficialmente o Dalai Lama, Prémio Nobel da Paz, por razões “óbvias”. Perante a ausência de explicação oficial sobre as tais razões “óbvias", os portugueses entendem, que são sobretudo razões económicas e políticas.
Não creio que esta atitude seja aceitável, embora também seja seguida por outros países ocidentais, tanto mais que a Europa tem tentado elevar a bandeira da defesa dos direitos humanos, e esse gesto que lhe fica muito bem, logo se esvazia com acções deste tipo.
É também muito estranho que esta situação se verifique, precisamente na mesma altura em que, Maria José Nogueira Pinto começa uma campanha virada contra a presença das lojas chinesas no coração da baixa Lisboeta.
Não é compreensível, especialmente no campo diplomático e da “real politik”, que estas duas atitudes coincidam no tempo, nem que se pretenda castigar pessoas pela sua origem e actividade, chineses neste caso, e se deixe passar em branco a violação dos direitos humanos praticada pelo seu país. Não estamos perante a “real politik” como alguns nos querem fazer crer, mas sim perante a mais baixa hipocrisia política.

*** * ***
CARICATURAS - DAS MELHORES
By Paffaro
In Mackey cartoons

By Sebastian Kruger

16 comentários:

MouTal disse...

Meu caro
Estou a 100% consigo,mais uma vez o capital a sobrepor-se ao espírito.
Direitos humanos, liberdade de pensamento e de expressão?...o que é isso quando o que move este mundo são os negócios de milhões de Euros ou Dólares...tanto faz.
Abraço.

Kalinka disse...

Olá chamuar

Ontem fiz gazeta ao blog, tanto ao meu como aos outros todos, não li nenhum blog, não postei...resolvi tirar um final de dia fora de portas e fui sair com uma Amiga, fomos jantar, conversar e curtir a noite. Foi muito agradável, pois ali reparei como não tenho aproveitado as noites de Verão que estão quase a terminar e estava uma noite tããããoooo agradável, 21º pelas 4 horas da manhã...soube-me bem. Mas...hoje tenho que voltar a visitar todos os blogues dos meus Amigos virtuais e postar...porque amanhã começa outra semana infernal no trabalho e não vou ter tempo para nada, como já é hábito.

Beijos e abraços.

Sílvia disse...

Fazem tábua rasa das violações dos Direitos do Homem, a troco duns quantos negócios.
Hipocrisia política, como dizes.
Bjos

quintino disse...

Receber o Dalai Lama?
Ó amigo Zé Povinho, então se o nosso Governo prefere mil vezes a presença de Robert Mugabe em Lisboa que a de Gordon Brown, ia lá querer alguma coisa com o líder espiritual da Nação tibetana...
mas faz mal. Digo eu.

quintino disse...

Meu caro, reparei que num dos seus comentários a comentários falava que, de vez em quando, dava atenção à F1.
Gostava de saber a sua opinião sobre o que se passa no seio da modalidade quanto ao caso Mclaren/Ferrari...

Tiago R Cardoso disse...

É o chamado uma no cravo, uma na ferradura.
Aquela ideia de uma Chinatown, não lembra a ninguém, a não ser que se aproveite as lojas para a venda da ameijoa e o vinho de Lisboa, terá sido a pedido do sr. Sá Fernandes?

adrianeites disse...

obviamente eles não cão referir razões obvias...lol

lol

cp's

adrianeites disse...

xi.. não cão...

não vão .. queria eu escrever...

lol

MARIA disse...

Olá Zé,
Compreendo perfeitamente o que sente relativamente ao tema. É recíproco.
Mas não nos podemos sequer surpreender : não será sempre assim , nestas matérias ? ...
Poderemos alterá-lo ?...
Beijinhos, meu amigo e boa semana.
Maria

Sophiamar disse...

Inexplicável, Zé, mas já nada nos surpreende.
Direitos humanos, tolerãncia, solidariedade onde estais? Só no papel e por lá ficaram.
Beijinhos

J.G. disse...

Eu só não sei é se não será a "real politik" exactamente essa baixa hipocrisia...

um abraço

Entre linhas... disse...

Vai sendo hábito no mundo em que vivemos outros valores se sobreporem aos valores humanos,infelizmente.
Bom início de semana
Bjs Zita

CHEVALIER DE PAS disse...

os "infectados mentais" dos nossos políticos, que só têm olhos para os interesses económicos, têm mas é inveja, por muitas voltinhas que dessem nunca conseguiriam mobilizar a sociedade civil portuguesa e esgotar o pavilhão atlântico!

Meg disse...

Aceitável, Zé? Claro que não é aceitável. Mas o que é que isso importa, se as razões são tão ÓBVIAS.
E aquele ar superior!!!
Já não há palavras para comentar "isto".
Um abraço

Paulo Sempre disse...

"o seguro morreu de velho"

Há político que vão à feira popular para se verem naqueles espelhos que de repente nos tornam num gigante imenso. Grave é o facto de não conseguirem desfazer-se do "boneco" mesmo que a feira já esteja fechada...
Abraço
Paulo

Nelson Santos disse...

Essa ultima caricatura do Dalai não é do Kruger mas sim do Jan Opdebeeck.