sexta-feira, junho 08, 2007

HOJE, BOCAGE

Retrato próprio

Magro, de olhos azuis, carão moreno,

Bem servido de pés, meão na altura,

Triste da facha, o mesmo de figura,

Nariz alto no meio, e não pequeno.


Incapaz de assistir num só terreno,

Mais propenso ao furor do que à ternura;

Bebendo em níveas mãos por taça escura

De zelos infernais letal veneno:


Devoto incensador de mil deidades

(Digo, de moças mil) num só momento,

E somente no altar amando os frades:


Eis Bocage, em quem luz algum talento;

Saíram dele mesmo estas verdades

Num dia em que se achou mais pachorrento.


Bocage


*** * ***

FOTOGRAFIA

Natalya Koretzkaya

*** * ***

CARTOON
Chris Madden

6 comentários:

Meg disse...

Bem visto, sim senhor, o penteado.
Que bom relembrar o Bocage!
Um abraço

Zé Povinho disse...

Bocage por aqui antes que alguém o aproveite para uns discursos do 10 de Junho. Que diría Bocage dos discursos e de quem os vai proferir?

Odysseus disse...

Um ímpar e magnanime figura da minha cidade, com o qual estimo muito pela sua original e ousada poesia da época.

adrianeites disse...

belos cartoons!

"Em louvor do grande Camões

Sobre os contrários o terror e a morte
Dardeje embora Aquiles denodado,
Ou no rápido carro ensanguentado
Leve arrastos sem vida o Teuco forte:

Embora o bravo Macedónio corte
Coa fulminante espada o nó fadado,
Que eu de mais nobre estímulo tocado,
Nem lhe amo a glória, nem lhe invejo a sorte:

Invejo-te, Camões, o nome honroso;
Da mente criadora o sacro lume,
Que exprime as fúrias de Lieu raivoso:

Os ais de Inês, de Vénus o queixume,
As pragas do gigante proceloso,
O céu de Amor, o inferno do Ciúme.

Bocage"

Laurentina disse...

Em vesperas de Camões ...o Bocage tb é bom sim senhor .
Proprio para a fase que o país atravessa ...


Bom fim de semana
Beijão grande

Belzebu disse...

É sempre agradável recordar a poesia de Bocage, tantas vezes mal tratada. Quanto aos Cartoons, estão na linha a que nos habituaste, ou seja, excelentes!

Um abraço infernal, cá das profundezas!