quarta-feira, março 21, 2007

AINDA A FALTA DE VIGILANTES

Bandeira DN,20Mar
Este cartoon é fabuloso e ilustra o modo como pode ser suprida a falta de vigilantes nos museus, palácios e monumentos portugueses: obrigando os responsáveis pelos serviços, que não tenham alertado em tempo útil a tutela para o problema, a fazerem o sacrifício de cobrirem a lacuna desempenhando as tarefas dos vigilantes em falta. Bem sei que houve responsáveis que tudo fizeram para sensibilizar a senhora ministra, mas tenho informação de outros que pouco ou nada fizeram, e agora pressionam o seu pessoal exigindo sacrifícios para não ficarem mal na fotografia.
O problema da falta de vigilantes ainda não está resolvido e há serviços onde nem as promessas podem ser feitas. A Páscoa está à porta e vamos ver como é que alguns serviços vão responder às solicitações, grandes nesta quadra, sem o pessoal que possa garantir os padrões mínimos de segurança. Será que a “TODOS” vão ser pedidos sacrifícios? Aguardo para ver e revelar.





*** * ***


PEDIDO DE CORRECÇÃO
Um leitor frequente, e por sinal bem atento às notícias e ao que coloco neste espaço, sugere que altere a legenda deste cartoon, o que eu por hábito nunca faço por respeito aos autores. A sugestão no entanto é boa e actual, pelo que sugiro que a leiam ao rever o boneco:
“Quando crescer quero ir trabalhar para ministro das Finanças – para me poder reformar com 9693 euros, como o Catroga.”
*** * ***
FOTO

4 comentários:

Laurentina disse...

Oi ,
Ah ah ah ah , está boa essa alteração á legenda do cartoon.
Quanto aos vigilantes para os museus essa cara de cú mais a amiga do peito do pelourinho da deseducação já trataram da questão, diz que vão lá pôr professores .Nem faço mais comentários para não dizer um chorrilho de palavrões...
Beijão grande

Palaciano disse...

A propósito dos possíveis candidatos, voluntários da corda como zia na minha terra, talvez seja útil informar que o vencimento se situa nos seiscentos e picos euros e que se trabalha aos sábados domingos e quase todos os feriados.
Este privilégio, é assim que já lhe chamaram, é o fardo dos vigilantes de museus.

Vigilante atento disse...

A madame até que nem fica mal de farda, mas os vigilantes já não recebem nenhuma há pelo menos três anos. Ser do Jet8 até que favorece a imagem, topas?

o guardião disse...

A foto publicada é das que me metem inveja, os temas continuam a ser da qualidade a que nos habituaste.
Um abraço