terça-feira, fevereiro 27, 2007

LER EM DIAGONAL

Não costumo dar grande importância a estatísticas e barómetros, mas como elas existem e dão de comer a muita gente passo os olhos sobre os resultados e vou aquilatando da razoabilidade das perguntas e das respostas.
O último barómetro que li foi da Euroteste e era sobre o grau de satisfação dos portugueses no sistema de segurança social. Os resultados são arrasadores, nada que não se estivesse à espera, e demonstra que somos os mais insatisfeitos da União Europeia.
Em Portugal, apenas 10% consideram o sistema adequado e apenas 5% consideram que o nosso sistema podia servir de modelo para outros países. Conclui-se que não desejamos o mal para os outros povos, meritório.
Não somos receptivos a descontar mais para garantir a sustentabilidade do sistema, trabalhar mais tempo ou receber menos de pensão. Pelos vistos só os 5% anteriores é que não sabiam isto.
O barómetro dá as respostas à frente, concluindo que o custo de vida e o desemprego, preocupam particularmente os portugueses, em ambos os casos com valores muito acima da média comunitária. Quanto às expectativas para os próximos 12 meses, também somos mais pessimistas que os outros e apenas 10% se manifesta optimista numa vida melhor dentro de um ano.
Conjugando as conclusões deste barómetro e as intenções de voto duma sondagem recente, publicada num jornal, em que o PS subia mais uns pontos, concluo (na diagonal) que estamos a ser mal governados, mas que os portugueses acham que a oposição ainda pode ser pior (?).
Puxa! Somos mesmo descrentes…

*** * ***
PUB FOTOGRÁFICA




*** * ***
CARTOON

2 comentários:

AnarKa disse...

Escolher entre o mau... eo mau? É fácil, VOTE EM BRANCO!

Aninhas disse...

Contentes com a nossa segurança social, só os Senhores do Banco de Portugal, a começar pelo Constâncio que até acha que todos os funcionários públicos ganham demais. E ele? Será que acha que ganha pouco, ou que é apenas a excepção que confirma a regra (a dele).