domingo, janeiro 14, 2007

CURTAS

Justiça – Somos todos iguais perante a justiça, contudo para as mesmas infracções são dadas penas diferentes. O caso foi badalado por estarem envolvidos um jogador de futebol, um actor e outros desconhecidos, que por coincidência foram apanhados a conduzir sob o efeito do álcool no mesmo dia.
A Justiça, que nos ensinam ser imparcial e igual para todos, decidiu, fundamentada na Lei, retirar a carta de condução aos cidadãos desconhecidos e permitiu que as figuras públicas continuassem com a faculdade de conduzir.
A credibilidade da justiça fica abalada com a dualidade de critérios perante factos iguais.

Votações nos melhores – Os Grandes Portugueses e as 7 Maravilhas são dois exemplos de como não se devem fazer votações do que temos ou tivemos de melhor envolvendo o público em geral. As ideias são boas mas a tentação de condicionar o gosto ou a opinião a listas prévias é um mau princípio.
Das duas uma, ou há um directório de especialistas que faz a escolha, ou deixa-se ao escrutínio público a escolha sem limitações. Parece que ainda há uma pseudo elite que pensa que os portugueses são incapazes de fazer escolhas. Muito mau!

Saúde – A saúde tendencialmente gratuita é uma miragem. Pelo caminho que segue o ministro e portanto o governo, está a tornar-se tendencialmente paga na totalidade por quem quer que ganhe mais do que o ordenado mínimo. Ele são taxas para atendimento, para internamento e para intervenções cirúrgicas, são os aumentos dos preços dos medicamentos por via da redução das comparticipações, e agora já há quem esteja a estudar um imposto (com este ou outro nome) para a saúde.
O senhor ministro que diz estar a “cortar nas gorduras” está na realidade a cortar no acesso à saúde da maioria dos portugueses que por coincidência são os que estão em no mercado de trabalho e contribuem para o desenvolvimento do país.

Património – Enquanto por cá temos museus a fechar no período de almoço por falta de pessoal, a senhora ministra da Cultura acompanha a visita de Cava Silva à Índia. Sabe-se que a senhora nada fez pelo Património desde que foi nomeada, também é corrente ouvir-se que os assuntos da Cultura são escrutinados por outro ministro, que por acaso até já foi ministro da Cultura, mas a situação é grave e não se ouviu uma palavra sequer, sobre o assunto, da parte do gabinete de Isabel Pires de Lima.A ministra não está apenas ausente, é uma ministra ausente, de facto!

LÁ LONGE, NA INDIA

3 comentários:

AnarKa disse...

Igualdade? Isso é comunismo, viva o sistema de castas.

Anónimo disse...

Justiça e Saúde são preocupações de Cavaco Silva que exigiu resultados, pois é aqui estão! O que pensará disto Cavaco?

Anónimo disse...

http://www.igfire.com/
EQ2 gold ffxi
DDO Platinum
[url=http://www.igfire.com/EverQuest2_gold.aspx]EQ2 gold EQ2 powerlevel[/url]
[url=http://www.igfire.com/DDo_Platinum_us.aspx]DDO Platinum DDO powerlevel[/url]
[url=http://www.517mf.com/DDo_Platinum_us.aspx]DDO Platinum DDO powerlevel[/url]
http://www.igfire.com/EverQuest2_gold.aspx
http://www. igfire.com/DDo_Platinum_us.aspx ffxi