terça-feira, julho 17, 2018

MUSEUS A MEIO GÁS


Hoje voltou a ser notícia, que existem salas fechadas nos nossos museus, no caso a notícia é relativa ao Museu de Arte Antiga, por causa da falta de pessoal de vigilância.

O problema é recorrente mas pelos vistos não se encontra uma solução para o resolver. Abrir concursos é difícil porque tudo esbarra nas Finanças, e creio que o Ministério da Cultura já nem o tenta, pois não tem força negocial para o fazer.

A categoria em que se encontram os vigilantes de museus, assistente técnico, é a mais mal paga nos museus e monumentos, exige o 12º ano de escolaridade e o conhecimento de línguas estrangeiras, a obrigatoriedade de trabalhar aos sábados, domingos e feriados, pois mesmo sendo uma carreira comum, está obrigada a um horário específico para esta função.

As últimas contratações, sempre de pessoas com algum vínculo à função pública (como atestam as aberturas de concurso), resultaram em entradas por alguns meses seguidas de debandada rumo a outros serviços com horários compatíveis com a assistência à família, o que se compreende.

Com a saída de muitos profissionais por aposentação, e a proximidade de muitas mais saídas pelo mesmo motivo, o futuro apresenta-se muito negro. Outra coisa que haverá a lamentar será a não passagem de conhecimentos e experiências, o que também será um retrocesso, tudo se contuniar a injectar dinheiro nos bancos e para pagar salários altíssimos a quem foi participante na falência de bancos.

Esta é a "coltura" de quem nos vai (des)governando...



sexta-feira, julho 13, 2018

PROIBIR IMAGENS DE MULHERES ATRAENTES?

A FIFA decidiu proibir as televisões de focarem "as mulheres atraentes" nas bancadas, o que parece ser mais um exagero, daqueles na senda do politicamente correcto.

A beleza, feminina ou masculina, não devia ser alvo de discriminação, e neste caso parece-me que é apenas a feminina que é alvo de censura, não entendo bem porquê!

Os jogadores de futebol fazem inúmeros spots publicitários, e recebem boas maquias por essa publicidade, e não vejo ninguém querer censurar isso. Nas bancadas são focadas crianças a chorar ou a vibrar pelos clubes e selecçções da sua preferência, e não vejo qualquer oposição. Quando surgem mulheres bonitas, ou pelo menos vistosas, lá aparecem os censores dos costumes a impor restrições.

Para onde caminhamos nestas coisas do politicamente correcto?



quarta-feira, julho 11, 2018

domingo, julho 08, 2018

BAIXOS SALÁRIOS E PRODUTIVIDADE


Quando ouço alguns empresários a falar sobre a falta de mão-de-obra para os seus empreendimentos, ou na baixa produtividade dos portugueses, sinto vontade de lhes perguntar quais serão as causas desses problemas.

Será que a baixa produtividade é a causa dos baixos salários praticados, ou apenas a sua consequência? E a falta de candidatos a muitas ofertas de emprego prendem-se com a falta de pessoal ou com as más condições de trabalho e os baixos salários oferecidos?

Existe sempre uma razão à disposição de quem se queixa, mas muitas vezes é difícil colocarmo-nos no lugar dos outros, para perceber a realidade.

O sector privado, e o público que o apoia sem qualquer rebuço, não hesita em premiar quem prejudicou a comunidade, bastando para isso estar em altos cargos, em detrimento de quem dá o litro, e a cara pelas instituições, mesmo sabendo que as chefias se estão a “vender” por bónus chorudos que lhes caiem no regaço, quer os resultados sejam positivos ou negativos.

Leitura recomendada AQUI